As sete fases que Chaitaan usa para tentar destruir o filho de Adão…

Em nome de Allah, O Clemente, O Misericordioso

Ibnul Qayyim رحمه الله (que Allah tenha misericórdia para com ele) disse: 

“Chaitaan (Satanás) tenta destruir o filho de Adão numa das sete fases. Algumas dessas fases são mais intensas do que as outras. Chaitaan não tentará destruir o filho de Adão na próxima fase até que ele não consiga destruí-lo na fase anterior.

Essas fases são:

1 – A fase da descrença em Allah:

Descrença na Sua Religião, nos Seus Perfeitos Atributos, e no que o Profeta صلى الله عليه وسلم (que os Elogios e a Paz de Allah estejam sobre Ele) nos informou, e no facto de que seremos ressuscitados (isto é, no Dia do Juízo Final). Se Chaitaan for bem-sucedido em enganar o servo (de Allah) nesta fase, a sua inimizade em relação ao servo irá diminuir e ele descansará. Se o servo for bem-sucedido e sobreviver esta fase, Chaitaan tentará destruí-lo na próxima fase.

2 – A fase da Bid’ah (inovação religiosa):

Quer seja na crença doutra coisa senão na verdade que o Mensageiro de Allah صلى الله عليه وسلم  foi enviado, ou em adorar outra entidade senão Allah, como adorar ídolos e coisas do gênero. Chaitaan gosta que alguém sucumba nesta fase, pois a Bid’ah entra em conflito com a natureza da Religião e obriga o crente a rejeitar a Bid’ah. Além disso, quem pratica inovações religiosas, não se arrepende das suas ações; em vez disso, ele convida as pessoas para a sua Bid’ah! 

Praticar inovações religiosas obrigará uma pessoa a forjar mentiras contra Allah e falar sem conhecimento; assim entra em conflito com a Sunnah. Praticar as inovações religiosas menores levará à pratica das maiores e principais inovações religiosas. Dessa maneira, uma pessoa acabará saindo do Islão gradualmente. Somente os Sábios e as pessoas de conhecimento sabem dos perigos das inovações religiosas. Se o servo obtiver sucesso e sobreviver nesta fase, aderindo à Sunnah, e entendendo os textos como os Salaf-us-Saalih (Predecessores Piedosos) os entendiam, Chaitaan tentará destruí-lo na próxima fase.

3 – A fase dos pecados maiores:

Se Chaitaan é capaz de destruir o servo nesta fase, embelezará a ação (pecado) que o servo faz e provavelmente o obrigará a dizer o seguinte: ‘Nenhum pecado prejudicará o Tawhiid (Monoteísmo), pois nenhuma boa ação beneficiará uma pessoa que comete Chirk (ou seja, associar parceiros a Allah)’. Se a pessoa tiver sucesso e sobreviver esta fase, Chaitaan tentará destruí-la na próxima fase.

4 – A fase dos pecados menores:

Chaitaan fará com que uma pessoa menospreze os pecados menores, sussurrando para ela: ‘Não tenhas receio, desde que te afastes dos pecados maiores, não sabes que os pecados menores são expiados pela abstinência dos pecados maiores?’

Dessa maneira, Chaitaan convencerá a pessoa de que não há mal em pecar (pecados menores), até que a pessoa pratique os pecados menores regularmente.

A pessoa que cometeu um pecado grave, se arrependeu e tem medo do que fez, é melhor do que aquela que comete pecados menores constantemente, sendo que, aquele que comete um pecado menor constantemente, eventualmente se irá tornar num grande pecado.

O arrependimento (constante) elimina os pecados maiores; e da mesma forma, nenhum pecado menor permanece como pecado menor, se alguém o pratica constantemente.

O Mensageiro de Allah صلى الله عليه وسلم disse: 

Cuidado com os pecados menores, a sua semelhança é como um povo que acampou no fundo dum vale, eles se espalharam em busca de lenha, e cada um trouxe um pedaço de pau, e então foram capazes de fazer uma fogueira e de cozerem o seu pão. Existem alguns pecados insignificantes que, uma vez que se acumulam e uma pessoa é questionada sobre eles, levam assim à sua destruição.

[Musnad de Imaam Ahmad (2/223)]

Se o servo for bem-sucedido e sobreviver esta fase, sendo cuidadoso e se arrependendo continuamente perante Allah, e observando as boas ações, Chaitaan tentará destruí-lo na próxima fase.

5 – Chaitaan estimula o indivíduo a se entregar excessivamente às coisas legais (isto é, as coisas permissíveis) a fim de mantê-lo longe de adorar Allah:

Dessa maneira, Chaitaan pretende fazer com que alguém abandone as práticas da Sunnah e depois o leve a abandonar as práticas obrigatórias. Se o servo obtiver sucesso e sobreviver esta fase, compreendendo a grandeza dos actos de adoração, Chaitaan tentará destruí-lo na próxima fase.

6 – A fase de ocupar o servo com ações menos recompensadoras:

Chaitaan encoraja o servo a praticar certos actos de adoração e os embeleza para ele, e mostra a ele a grande recompensa de fazer esses actos de adoração, a fim de mantê-lo longe de ações que sejam mais benéficas e recompensadoras. Quando Chaitaan falha em enganar o servo, então tenta privá-lo de receber a recompensa completa; portanto, ele o ocupa com ações menos recompensadoras.

7 – Se Chaitaan fracassar nas seis fases anteriores, ele recorrerá a prejudicar o servo de alguma forma:

Chaitaan convoca os seus aliados e seguidores, irritando-os (os põe) contra esse servo. Os Profetas e Mensageiros não foram ilesos disso. 

É preciso ter paciência, pois a vitória e o sucesso estão ligados à paciência.”

Fonte: Madaarij As-Saalikiin (páginas: 254-256).

Traduzido por: Abu Faysal Ali Alburtugaali.

16 Views

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Próximo Artigo

A Sinceridade e o seguimento da Sunnah

Dom Jun 28 , 2020
Título do Áudio: A Sinceridade e o seguimento da Sunnah. Por: Ruben Al Andalussi. 16 Views PDF O ARTIGO Share on Facebook Tweet it Share on Google Email