Conselho de Chaikh Al-Albaani para as mulheres que se envolvem na Da’wah…

Em nome de Allah, O Clemente, O Misericordioso

Chaikh Muhammad Naasiruddiin Al-Albaani رحمه الله (que Allah tenha misericórdia para com ele) disse enquanto respondia a perguntas de mulheres [como registrado na famosa coleção Fataawaa Jeddah]:


❝Aqui está uma pergunta que acho muito estranha: ‘qual é a melhor maneira de fazer (dar) Da’wah?’ ‘Como é que a Da’wah é feita [dada]?’

Eu digo às mulheres: fiquem em vossas casas, a questão da Da’wah não vos diz respeito! Eu rejeito o uso da palavra da’wah entre os jovens [desta forma], ‘este é o povo (grupo) de da’wah’, como se a Da’wah tenha se tornado a moda dos tempos. Qualquer pessoa que tenha algum conhecimento se tornou um daa’iyh (pregador). Isso não apenas afligiu os rapazes [jovens], mas passou a incluir as moças e as mulheres de casa; elas acabaram por deixar de cumprir as suas obrigações em casa e para com os seus maridos e se voltaram para coisas que não são obrigatórias para elas [a saber], fazer da’wah.

Uma das perguntas anteriores era a respeito duma mulher que ouviu duma gravação minha durante uma reunião no Kuwait, que não é permitido que as mulheres saiam para fazer da’wah. E aqui nesta pergunta, ‘qual é a melhor maneira de fazer da’wah?’ ‘Como é que a Da’wah é feita?’ A regra é que a mulher fique em casa, e não é permitido que ela saía a não ser por necessidade. Mencionámos anteriormente a declaração do Profeta ﷺ: ‘E as suas casas são melhores para elas’ do que orar na mesquita. Agora (isto é, hoje em dia) vemos um fenômeno generalizado entre as mulheres, elas vão muito às mesquitas para orarem em congregação, principalmente Al-Jumu’ah. As suas casas são melhores para elas, excepto – como mencionei anteriormente – se o Imaam da mesquita tem conhecimento e ensina aos presentes algum conhecimento da religião; então, a mulher pode sair para orar na mesquita e assim ouvir o conhecimento, tudo bem. Mas quanto a se ocupar com a da’wah, então não! Ela deve se sentar na sua casa e ler os livros fornecidos por o seu marido, ou irmão ou outros parentes [mahram]. Com isso, ela pode dedicar (reservar) um dia e convidar outras mulheres para virem a sua casa, ou para ela ir a casa duma delas [para ensinar], e isso é melhor do que ter um grupo de mulheres saindo. É melhor que uma delas venha até elas do que todas elas venham até ela.

Relativamente a ela viajar [por causa de da’wah] e ainda por cima sem um mahram, tentando justificar isso dizendo que ela está saindo para fazer da’wah, então isso é uma bid’ah (inovação) dos tempos atuais – e eu não digo isso apenas sobre as mulheres, aplica-se até mesmo aos [homens] jovens que adoram falar sobre da’wah, embora o seu nível de conhecimento ainda seja superficial.❞


Fonte: Fataawaa Jeddah de Chaikh Muhammad Naasiruddiin Al-Albaani (no.464).

Traduzido por: Abu Faysal Ali Alburtugaali.

75 Visualizações
Partilha!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Next Post

A nossa honra é sacrificada pela Sunnah!

Qui Jan 21 , 2021
Chaikh Muqbil bin Haadii رحمه الله (que Allah tenha misericórdia para com ele) disse: نحن مدافعون عن السنة لا عن أنفسنا ، ونحن نسمع أناساً يسبوننا ، ولا نرد عليهم ، وليس لدينا وقت للمدافعة عن أنفسنا. لكن عن السنة لو تعاضضنا بالضروس ، فلا نترك أحداً يتكلم في سنة […]