Quando é que a intenção de jejuar deve ser feita [para cada dia do Ramadão]? 

Em nome de Allah, O Clemente, O Misericordioso

Hafsah رضي الله عنها [morreu 45H], a Mãe dos Crentes narrou que o Mensageiro de Allah ﷺ disse: 

مَنْ لَمْ يُجْمِعِ الصِّيَامَ قَبْلَ الْفَجْرِ فَلاَ صِيَامَ لَهُ 

Quem não se compromete a jejuar antes de Al-Fajr (alvorada), não há jejum para ele. [1]

E numa outra narração: 

Não há jejum para aquele que não fez a intenção de jejuar de noite. [2] 

Estas e outras narrações semelhantes referem-se ao jejum obrigatório. A niyyah (intenção de jejuar) deve estar presente antes de Al-Fajr. Então, se uma pessoa pretendeu jejuar antes de começar Al-Fajr e ela adormeceu e não acordou até depois de Al-Fajr, então o seu jejum está correto porque a sua niyyah (intenção) estava presente – e ela não comeu nem bebeu ou anulou o seu jejum. 

No entanto, se a pessoa dormiu antes de Al-Fajr (ou seja, à noite), sem intenção de jejuar e ela não comeu nem bebeu depois de Al-Fajr (amanhecer) e depois ela diz: ‘Eu completarei o meu jejum e não comerei ou beberei’, então o seu jejum não é correto porque ela passou uma parte do dia sem ter a intenção de jejuar – e a niyyah não pode ser feita em retrospecto (intercalada na ação presente). 

O seu jejum não está correto, a pessoa deve abster-se de alimentos e bebidas pelo resto do dia e ela deve compensar esse dia (qadaa) depois do Ramadão. 

Quanto ao jejum opcional (nafl), então é permitido fazer a niyyah mesmo depois de Al-Fajr, durante o dia. Então, se alguém acordar e não comer ou beber depois de Al-Fajr e em seguida pretende jejuar (como um nafl), então o seu jejum está correto. Isto é devido ao hadiith de Aaicha رضي الله عنها em que ela disse: 

دَخَلَ عَلَىَّ النَّبِيُّ صلى الله عليه وسلم ذَاتَ يَوْمٍ فَقَالَ ‏”‏هَلْ عِنْدَكُمْ شَىْءٌ”‏ ‏.‏ فَقُلْنَا لاَ ‏.‏ قَالَ ‏”‏فَإِنِّي إِذًا صَائِمٌ”‏ ‏.‏ ثُمَّ أَتَانَا يَوْمًا آخَرَ فَقُلْنَا يَا رَسُولَ اللَّهِ أُهْدِيَ لَنَا حَيْسٌ ‏.‏ فَقَالَ ‏”‏أَرِينِيهِ فَلَقَدْ أَصْبَحْتُ صَائِمًا”‏ ‏فَأَكَلَ  

O Mensageiro de Allah ﷺ entrou perante mim um dia e disse: ‘Tens algo [para eu comer]?’ Eu disse: ‘Não.’  Então ele ﷺ disse: ‘Nesse caso, eu estou jejuando [hoje].’ 

Então, noutro dia, ele ﷺ veio até mim e eu disse: ‘Recebi um presente [de comida].’ Ele ﷺ disse: ‘Mostra-me porque eu tinha começado o dia jejuando.’ E então ele comeu. [3] 

Este hadiith prova também que quebrar um jejum opcional (nafl) é permitido e não é obrigado completá-lo. O jejum obrigatório, no entanto, não pode ser quebrado, e quebrá-lo é um grande pecado. [4] 

A niyyah deve ser feita diariamente (isto é, antes de Al-Fajr), e a intenção não deve ser pronunciada na língua dizendo: ‘Eu pretendo jejuar neste dia do Ramadão…’ Em vez disso, a niyyah é a intenção de acordar para o suhuur (refeição antes de Al-Fajr) e a intenção de negar comida e bebida – essa é uma niyyah válida. [5] 

O lugar da niyyah está no coração. Vocalizar a niyyah e proferi-la é uma inovação e não é da Sunnah. 

Referências: 

[1] Sunan Abii Daawuud (no.2454), Ibn Majah (no.1700), At-Tirmidhi (no.730) e autenticado por Chaikh Al-Albaani. 

[2] Daruqutni (2/172) e autenticado por Chaikh Al-Albaani em Al-Irwa (no. 914). 

[3] Sahiih Muslim (no.1154).

[4] Chaikh Al-Fawzaan حفظه الله em Tashiil Al-Imaam (3/209-210).

[5] Chaikh Muqbil Ibn Haadi رحمه الله em Fadaih wa-Nasaih (páginas: 73-74). 

34 Visualizações
Partilha!

Next Post

O Jejum e o Alcorão serão intercessores para o servo no Dia da Ressurreição

Qua Abr 28 , 2021
O Mensageiro de Allah صلى الله عليه وسلم disse:  الصِّيَامُ وَالْقُرْآنُ يَشْفَعَانِ لِلْعَبْدِ يَوْمَ الْقِيَامَةِ يَقُولُ الصِّيَامُ أَيْ رَبِّ مَنَعْتُهُ الطَّعَامَ وَالشَّهَوَاتِ بِالنَّهَارِ فَشَفِّعْنِي فِيهِ وَيَقُولُ الْقُرْآنُ مَنَعْتُهُ النَّوْمَ بِاللَّيْلِ فَشَفِّعْنِي فِيهِ قَالَ فَيُشَفَّعَانِ  O Jejum e o Alcorão serão intercessores para o servo no Dia da Ressurreição. O jejum dirá: […]